Machos Nerds/Anime - Os Grandes Vilões dos Quadrinhos - O Coringa

Machos Nerds/Anime - Os Grandes Vilões dos Quadrinhos - O Coringa

E aí galera beleza?? Vamos continuar hoje conhecendo aqueles que fazem toda a diferença na vida dos nossos heróis, onde sem eles nossos heróis seriam apenas pessoas esquisitas com fantasias andando pelas ruas (Risos). Isso mesmo! Vamos continuar falando dos vilões dos quadrinhos. Hoje falaremos dele, se não o melhor, um dos melhores vilões da DC, O Coringa - O maior vilão do Batman.

Dados Técnicos
  • Nome Original: desconhecido (acho que nem ele mesmo sabe qual é!!)
  • Conhecido como: Coringa
  • Primeira aparição: Batman #1 (1940)
  • Inimigo: Batman
Batman #1 (1940)


A história insana de alguém louco

The Man Who LaughsO Coringa fora criado a partir de uma foto de Conrad Veidt no filme "The Man Who Laughs" (1928) trazida pelo roteirista Bill Finger, e uma carta de baralho trazida pelo desenhista Jerry Robinson. Apesar de haver diversos relatos e histórias, a real origem do Coringa - assim como seu verdadeiro nome - ainda é um mistério. Apesar de em "Batman: A Piada Mortal" (1988) ele contar seu passado (a versão mais conhecida e aceita), na própria revista há um momento em que há confusão. Próximo do fim, na discussão sobre origens, o Coringa diz que ele próprio se confunde com o que ocorreu. "Não sei ao certo o que aconteceu. Às vezes me lembro de algumas coisas, às vezes não me lembro de nada... Se é para ter um passado, prefiro que seja um passado com múltiplas escolhas!" De alguma maneira não se sabe a história verídica sobre como o Coringa surgiu, de onde veio, etc. Apenas sabe-se que, desde que o Batman surgiu nas ruas de Gotham nos primeiros números de sua revista, o Coringa decidiu combatê-lo, causando pânico e terror para atingi-lo.

Em sua primeira aparição, em 1940, o Coringa era um ladrão de joalherias, que matava as pessoas presentes no local do assalto. Nos anos 40 e 50, Coringa sempre aparentava morrer no final das histórias, mas nunca achavam seu corpo. O personagem se alterou para uma versão mais amena nos anos 60 devido ao Comics Code Authority, que vigiava o conteúdo das histórias em quadrinhos. O personagem voltou a uma versão próxima a original só em 1973, quando Dennis O’Neil e Neal Adams reformularam o personagem, criando a imagem definitiva que temos do Coringa até hoje: um maníaco homicida, causador da anarquia e do caos, obcecado pelo Batman.

Minion Coringa

Em 1951, a revista Detective Comics #168 criou uma origem para o vilão. Um bandido apelidado de Capuz Vermelho tenta assaltar uma fábrica e quando Batman invade o lugar, o bandido cai acidentalmente num tonel de produtos químicos. É dado como morto, mas 10 anos depois ressurge completamente louco, com o rosto deformado sob uma forte maquiagem que escondia as cicatrizes. Essa história acabou sendo reescrita por Alan Moore na cultuada HQ "Batman: A Piada Mortal". Em 1953, a Editora Brasil-América Ltda., a Ebal, do Rio de Janeiro, que lançou as histórias em quadrinhos do Batman no Brasil decidiu que a palavra Curinga, o sinônimo correto para o Joker (em inglês), era muito feia e trocou-a por Coringa. O verdadeiro nome do Coringa foi revelado nessas edições, e ele se chama Joseph “Joe” Kerr.


Habilidades

O CoringaPor mais de uma vez, o Coringa demonstrou a força e resistência anormal dos loucos incontroláveis, embora, ao contrário do arqui-inimigo Batman, não seja um perito em técnicas de luta. Neste estado de insanidade, porém, é um combatente hábil, capaz de segurar uma briga contra o homem-morcego, e algumas vezes até subjugá-lo. Dizem que ele não liga para a dor, o que pode o tornar ainda mais “poderoso” num confronto. O curioso também é que, apesar de louco, o Coringa é um homem inteligentíssimo, com uma mente elaborada e complexa que detalha uma ação de forma assustadora. Pode-se dizer ainda, que o Coringa, graças a seu oportunismo, e avançada inteligência, tem, em uma série de situações, a capacidade de levar os outros à total e decadente loucura. Ele incita o desequilíbrio mental e emocional. Como visto no filme "Batman – O Cavaleiro das Trevas", quando o Coringa entorpece o bom senso de Harvey Dent quando este está no hospital, subjugando-o às loucuras niilistas de seu subconsciente, quando por fim o promotor acaba por se tornar o Duas-Caras.

Sempre com sarcasmos e um senso destrutivo à flor da pele, o Coringa constrói situações nas quais as vítimas passam a acreditar que elas mesmas tem um percentual de culpa por alguma tragédia ou crime, provocada, claro, pelo Coringa. Isso, talvez, é o que faz ele ser o mais temido entre a psiquê dos vilões que Batman enfrenta. A lista de atribuições de Coringa é considerada “invejável”. Se trata de um sádico, psicótico, maníaco e homicida. Porém, acima de tudo, um gênio! Ele tem um elevado conhecimento químico, de engenharia, explosivos e de psicologia. O que faz o Coringa ser um tanto “invejado” por Batman, é algo que nenhum outro vilão seu faz, que é sorrir diante de um fracasso ou de uma derrota; e isto é algo que Batman nunca consegue compreender realmente, causando também uma certa obsessão pelo vilão. A mente do Coringa é algo tão complexo quanto se pode imaginar. Ele nunca é capturado definitivamente, e sua personalidade e suas maneiras de proceder, que são únicas diante de uma situação, são o que fazem dele um vilão que tem mais fãs do que muitos super-heróis.

O Coringa tem um grande humor doentio e usa armas mortais inspiradas em comédias. Estas incluem uma luva com dispositivo elétrico (que dá um choque letal), tortas de cianureto e uma flor que espirra ácido. Sua marca registrada e, ao mesmo tempo, arma mais perigosa, é o gás do riso, mais conhecido como "Veneno do Coringa", que força a vítima a rir tão histérica e descontroladamente que acaba por provocar-lhe um colapso fatal. Após a morte, a substância enrijece seus músculos faciais e a deixa com um sorriso enlouquecido, idêntico ao do próprio Coringa. E ainda esbranquiça a sua pele, de modo a torná-la praticamente uma cópia do vilão. Por vezes, o Coringa usa doses de soluções mais fracas do veneno, a fim de apenas deixar a vítima rindo por algum tempo, visando incapacitá-la de lutar contra ele ou de persegui-lo, mas sem matá-la. Ele, obviamente, é imune ao gás.


Batman e Coringa, uma relação de amor infinita

Batman e CoringaA relação de ódio entre ambos é, por sinal, única entre todos os inimigos do Homem-Morcego; pois enquanto outros vilões apenas odeiam o Batman querendo matá-lo, ou evitá-lo, o Coringa parece não querer exatamente o mesmo. Por várias vezes, teve a chance real de matar o Homem-Morcego, mas nunca foi adiante, deixando claro que sua intensão é destruir o herói em sua mais profunda essência, no âmago, no caráter. Na verdade, a crueldade e insanidade de seus ataques, parece buscar enlouquecer ao Batman, como retratado no clássico A Piada Mortal. Muitos veem nisso, que o objetivo do Coringa não é matá-lo, mas sim derrotar o único homem que crê rivalizar com ele em genialidade, convertendo-o ao mundo dos loucos, derrotar o Batman, não tornando-o um mártir, mas sim, mostrando que tinha razão em ser insano, anárquico, niilista, caótico, sem esperanças. Provar, enfim, que Batman é IGUAL a ele... o que nunca aconteceu, portanto, o herói ainda se mantém íntegro.

O Coringa

É isso aí galera, hoje vimos um pouco da história desse insano personagem do qual me identifico muito (detalhes a parte, risos). Na próxima semana continuaremos nossa trajetória pelo mundo sombrio dos vilões. Hoje vamos ficando por aqui e não se esqueçam de mandar suas sugestões de animes, mangás, tokusatsus ou HQ’s que vocês querem ver por aqui, além dos vilões claro, através do e-mail contato@machosfera.com.

Curiosidade do dia: Em breve grandes novidades aqui na Machosfera, fiquem ligados!! Comentem, divulguem e compartilhem nossas matérias. Ah, e não esqueçam de curtir nossa Página no Facebook e nas demais redes sociais.

Valeu galera e nos vemos por aí...

Escrito por Thiago Berti

Compartilhe no Google Plus

About Canal Machosfera

MACHOSFERA é a camada do planeta habitada por HOMENS e MULHERES dominantes, que curtem mesas de bar, truco, esportes e não podemos esquecer: A CERVEJA. E nossos colunistas atendem a todos estes requisitos e levam até vocês matérias produzidas com muita dedicação e carinho. Um brinde a Machosfera, CHEERS!!

0 comentários:

Postar um comentário

Aqui, você é quem manda!! Portanto não precisar ter papas na língua. Deixe aqui sua opinião!!